segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

A VERDADEIRA CORAGEM



A verdadeira coragem consiste em nos aceitarmos como somos, com os eternos perigos que existem em nós e que bem nos poderiam levar a trair nosso ideal.

Coragem verdadeira é aceitar a luta permanente contra os perigos, ao invés de nos esquivarmos através da fuga.

O perigo não é cair lutando, mas permanecer no chão depois, disse São Crisóstomo. Nada arruína tanto o êxito como superestimar os próprios sentimentos, dizer boas coisas que não brotam do coração, demonstrar bondade falsa.

Há dois tipos de doçura, de confiança, de simpatia, de fervor: 1) os espontâneos que são os únicos eficazes, que florescem naturalmente em nós quando estamos espiritualmente "em forma", 2) e os que forjamos quando isso não existe, mas queremos apresentar frutos!

Ao esperar até que floresça a árvore da esperança, vem o desespero; apela-se então para flores artificiais".

Dr. Paul Tournie

Nenhum comentário: